Geração Auto-Ajuda

Toda mulher do século XXI já viu, ouviu falar, leu, folheou, ou pelo menos teve curiosidade de xeretar um desses livros de auto-ajuda que prometem auxílio para entender e até controlar a mente masculina. “Porque os Homens se Casam Com as Manipuladoras”, “Mulheres Inteligentes, Relações Saudáveis”, “Por Que os Homens Amam as Mulheres Poderosas?”, “Porque os Homens Fazem Sexo e as Mulheres Fazem Amor”, são apenas alguns dos títulos constantes das listas de mais vendidos em nosso país.

Minha incansável, insaciável e excêntrica curiosidade fez com que eu me dispusesse a ler alguns deles. Por que? Porque é irresistível saber o que os “experts” em comportamento têm a dizer a uma moçoila que pretende convencer um jovem mancebo a se casar, seja encarnando a “persona da manipuladora”, ou a “mulher poderosa”, ludibriando aqueles que passam a vida sendo orientados a não caírem nessas armadilhas. É, certamente, um jogo de poder e sedução.

Eu compreendo que toda mulher que já teve seus percalços pela tortuosa estrada dos relacionamentos, quer sempre saber o que fez de errado e o que fazer na próxima tentativa para que o relacionamento dê certo. Mas eu, particularmente, sempre acreditei que casamentos aconteciam a partir de uma grande história de amor, iniciada por uma paixão avassaladora.

Você conhece alguém e o imponderável diz que essa pessoa é especial. Estar ao lado dele é fácil, descomplicado, sem necessidade de explicações ou justificativas. Simplesmente é. E a presença dessa pessoa passa a ser essencial, tal qual o ar que respiramos, leva todas as dores do mundo embora. Inebriante como um cálice proibido. E, mesmo sabendo que a paixão é química, que não dura muito tempo, são esses os momentos que guardamos na memória e preservá-los é o que fará com que a relação perdure e se renove.

Então qual a razão de tentar racionalizar tudo isso? Colocar o imponderável em manuais? Por que tentar controlar um momento onde a falta de controle é o que o torna especial?

Se você quer alguém que atenda a todos os seus chamados, que obedeça seus comandos e a siga para todo lado, é melhor comprar um cachorrinho adestrado, não? E o pior é que todas nós sabemos que em pouco tempo, esta mesma moça estará reclamando que o homem dela é frouxo, que se não for ela para decidir tudo ele não faz nada, que ele não tem opinião, que é ela que tem que resolver tudo e blah blah blah…

Eu penso que ao meu lado, quero ter um homem seguro, inteligente, que saiba quando está sendo manipulado e, melhor ainda, que saiba que uma mulher manipuladora não o respeita. Nem como homem, nem como indivíduo. Ao meu lado, quero um homem que esteja comigo porque me escolheu, não porque se deixou enredar em uma teia maliciosa.

Se uma mulher segue à risca instruções de auto-ajuda para conseguir um homem moldado a seus desejos, ela merece um idiota completo, que despeje toda a carga de seus relacionamentos anteriores sobre ela. E se um homem se deixa levar e se submete a tudo isso, ele merece mesmo ter a seu lado uma insuportável, que controla cada um de seus passos e que vai tentar convencê-lo, dia após dia, de que ele, de fato, não a merece e que só está com ela por um puro golpe da sorte.

Quem acha que vai conseguir um relacionamento através de dicas de auto-ajuda, pode aproveitar a passada na livraria para comprar um livrinho que as ensine como se auto-convencer de que são felizes.

Porque o amor é o reino do imponderável e sobre ele, a lógica não tem qualquer influência.

*Colaboração Ricardo Flausino, autor do blog Crônicas do absurdo.

One Comment to “Geração Auto-Ajuda”

  1. Concordo totalmente com a sua opinião! E não é por estar do outro lado da equação, muito pelo contrário.
    Porém, vejo a questão por um outro aspecto: os livros de auto-ajuda encaixam-se no “estilo fast food de viver”: As pessoas querem resultados imediatos e sem esforço algum.
    Relacionamentos não são fáceis. Exigem dedicação. Dão trabalho. Exigem atenção. Absolutamente nada que uma “receita de bolo” consiga resolver.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: