O seguro? Ou o novo?

Daí você caminhava pela mesma estrada de sempre, com suas verdades absolutas e suas certezas consistentes.

Aquele era o caminho certo. Você já havia passado por lá diversas vezes. Era o único caminho. Todos os sinais o indicavam, não havia dúvida.

E, quando você menos esperava, surgiu à sua frente uma ramificação. Ela não aparecia nos mapas, não constava nas indicações, não fazia parte dos planos. Não estava lá antes. Ninguém te falou que isso poderia acontecer!

Você ficou confuso, não entendeu o por que, não entendeu como, não sabia o que fazer. Tentou enxergar o mais longe possível, sem, contudo desviar do seu caminho de sempre.

E, apesar da vontade de se aventurar, você sentiu medo, quis voltar pro caminho conhecido, quis se sentir seguro novamente.

‘Por que eu iria por uma caminho que não conheço se eu já sei que o outro me levará aonde eu quero chegar?, vc se perguntou.

E por dias seguidos você passou por aquele desvio, tentando ignorá-lo, não pensar mais nele, certo de que havia feito a escolha correta.

Estava feliz por ter se mantido firme nas suas crenças e convicções. Por ter sido leal à estrada que sempre lhe deu segurança para chegar onde precisava.

Até que, da mesma forma mágica e inexplicável que o novo caminho surgiu, ele desapareceu. Sumiu, na frente dos seus olhos perplexos.

Você então se deu conta, de que nunca saberia o que havia naquela estrada! E percebeu que essa dúvida iria atormentá-lo para sempre.

Não havia como voltar atrás, você fatalmente passaria o resto da vida imaginando o que havia lá…

O que você não se deu conta, é que aquela estranha bifurcação que surgiu no seu caminho, era, na verdade uma oportunidade. Era o Universo a lhe dizer que você tinha uma escolha. O destino lhe concedendo a possibilidade de mudar.

Era a vida te mostrando que você não precisava seguir pelo seguro, pelo óbvio, pelo usual. Que você poderia trilhar por um caminho de mistérios, surpresas e possibilidades.

Ah, as possibilidades!!! Você poderia ter visto coisas extraordinárias, vivido sensações novas e maravilhosas e, quem sabe conhecido uma felicidade nunca antes experimentada por você.

E, desde então, todas as vezes em que você se depara com uma estrada nova, um desvio, um caminho desconhecido, se lembra daquela pequena e estranha bifurcação que se mostrou para você. E se lamenta por não poder voltar atrás.

O tempo é inexorável, a vida não para e, agora, é tarde.

One Comment to “O seguro? Ou o novo?”

  1. Não me arrependo nem um pouco de ter tomado o caminho da bifurcação. Ainda que a estrada aparente ser mais pedregosa e esburacada que a original, valeu muito mais a pena…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: