“São aqueles que se recusam a abrir portas das quais têm as chaves. Recusam-se até a admitir que possuem estas chaves.

Mais triste ainda quando abrem a porta, conseguem ver o mundo e preferem voltar para dentro por medo de terem que ser pessoas reais”.

Crônicas do Absurdo

Toda porta tem sua chave. Ainda que seu paradeiro seja secreto, há sempre uma possibilidade, sempre há uma esperança. Nada permanece trancado para sempre. Um dia alguém encontra as chaves e descobre o que há do outro lado. Às vezes se surpreende, às vezes se decepciona, ou até, encontra nada mais do que já esperava. A curiosidade, porém por ver a porta trancada é insuportável. Por vezes, nem sequer o buraco da fechadura deixa transparecer um pequeno relance do que se passa no interior. Daí o impulso pela descoberta.
Derrubar a porta à força pode destruir o cenário do outro lado, ou espantar as criaturas que vivem atrás dela, não é prudente fazer isso. Por isso a grande mola mestra da existência é a busca por chaves que nos permitam abrir as portas. Quisera ter a chave mestra que permitiria saber de tudo, conhecer todos os lugares e todos os…

View original post 179 more words

Tags: ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: